Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Fotoblog do Pilantras

É uma beleza brincar com as fotos

É uma beleza brincar com as fotos

O Fotoblog do Pilantras

O Pilantras


Bem-vindos aos Blogs do Ticas, este vosso novo amigo na Blogosfera

Bem-vindos aos meus Blogs e aos do Quico e do Ventor

Caminhando com o Ticas, caminham sempre com o Quico e com o Ventor

A Grande Caminhada do Ventor, Pelos Blogs do Quico e do Ventor

E agora com os Blogs do Ticas, continuamos todos a caminhar juntinhos

O Ticas nos Trilhos do Quico: observo o Ventor por todos

O Ticas nos Trilhos do Ventor: recordarei sempre o Quico

Pilantras - o Ticas: recordarei sempre o Quico

Venham connosco. A Grande Caminhada nunca acaba!



Como são lindas as flores!

Vejam a beleza destas flores que o Ventor colocou no Flicker! Vocês nunca imaginarão como o Ventor anda entre as flores! Ele caminha com passo de leopardo ou, talvez melhor, com passo de gato ensonado. Entra pelo jardim, não liga a nada, só se preocupa em não pisar as flores,


Eu via-o quando ele entrava no jardim para ver os seus amigos, porque ele, a mim, só me via quando a minha dona me ia dar de comer. Às vezes descia e fazia tudo para não me pisar a mim e às flores.

Uma vez, ele caminhava, lado a lado com o guarda do jardim que não gosta de gatos e eu fui esfregar-me naquelas pernas do Ventor. Ele perguntou-me: "quem te abandonou, Pilantras"? O guarda disse: "esse não foi abandonado. Saíu do quintal desses vizinho"!


O Ventor sorriu, fez-me uma festa e seguiram. Virou-se para trás e disse: "não te metas com os patinhos Pilantras"!

07
Ago13

Libelinhas

Pilantras

O Ventor trouxe-me umas coisinhas lindas do meu rio.

No verão passado, antes do Ventor me trazer cá para casa, eu ainda caminhei com elas, por entre os salgueiros do meu rio. Vocês nem acreditam que eu caminhei com elas mas caminhei!

Vejam bem, como elas são lindas!

 

 
Uma agriocmenis, género de libelinhas da família Coenagriodinae
 
Esta, diz-me o Ventor, é uma espécie que mora entre nós, mas há por esse mundo fora várias espécies (mais de quarenta).
Mas elas são tão pequeninas que as pessoas nem as vêm, se não estiverem com atenção. Esta coisa ínfima, ampliada várias vezes, obriga a máquina do Ventor a entrar nas ervas por onde eu caminhava, procurá-la e rebocá-la cá para casa.
 
 
Estas adoram sarnar o juízo ao Ventor, com o seu "Desce! Desce! Desce! ...
 
O Ventor diz que só com uma máquina muito potente a conseguiria rebocar como deve ser. Ele disse-me que a fotografa foi tirada de cima da ponte para o meio do rio e não vai lá baixo para não molhar os sapatos. Só iria se conseguisse transformar-se nesta coisa minúscula.
 
Mas que são lindas, são! Estas são feitas de flogopite, anilhada com anéis de ouro e, na cabeça, no tórax e no rabo, nota-se cor da esmeralda água-marinha. Elas fazem tudo para conquistar o Vento, esvoaçando entre os tira-olhos, os dragon-fly e outros tipos de libelinhas. Estas são as libelinhas do nosso rio.
 
Mas o Ventor gosta é destas, bem grandes e visíveis, sobre as flores e os carriços dos rios de Adrão, à sombra dos salgueiros!
 

 

 Uma libelinha no rio d'Além

 

 
A mesma libelinha esvoaçando sobre as flores amarelas 
 
 
Mais ao lado a libelinha dourada, também se exibe para o Ventor
 
Estas são as libelinhas que sempre caminharam ao lado do Ventor, nos rios de Adrão. Todas estas foram fotografadas no Portinho d'Além ao som da música das águas mais limpas deste mundo, sempre a cantar para o Ventor.

Eu sou o Pilantras.


Desde que ando por aqui, com o Ventor, sonhava ter um Blog como o Quico tinha. Ele fez um pacto comigo. Trás as fotos e eu coloco-as aqui no meu Blog.



O que eu Quero?


Quero caminhar ao lado do Ventor, ao lado dos nossos amigos, ao lado dos Amigos do Quico, ao lado de todos os filhos do Sol.

O que eu quero, é fazer parte do mundo! Quero ser um gato respeitado e respeitador, quero ser um animal companheiro de todos que vivem junto de mim.

Quero ser um gato feliz ao lado do Ventor e da minha Dona e, sem ser acompanhado por uma grande arrelia como foi o velho amigo do Ventor - n' A Arrelia do Quico.

O que eu quero, é recordar sempre as preocupações do Quico! Não esquecerei nunca, tal como o Ventor, as preocupações do Quico.

subscrever feeds

Calendário

Agosto 2013

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031